São Caetano

Investe São Caetano do Sul

POPULAÇÃO

Segundo dados do último censo do IBGE, uma população de São Caetano do Sul em 2017 , foi de 159.608 habitantes e o segundo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), possuía um total de 122.285 eleitores aptos. O índice de satisfação com o município e seus governantes é notável por parte da população de São Caetano do Sul. O mesmo reconhece os investimentos realizados pelo gerenciamento atual do governo na qualidade de vida e bem-estar de seus moradores, bem como na segurança pública, ou o que gera tranqüilidade nos usuários do município e na educação, permitindo alto nível de escolaridade e mão-de-obra -obra qualificada.

Tudo isso colabora para aumentar a expectativa de vida da população no município: 78 anos; bem como taxa de fecundidade de 1,3 filhos por mulher. O desenvolvimento urbano do município também gera empregos, ou colabora para que o índice de empregabilidade do município seja bastante elevado.

Uma pirâmide etária do município de São Caetano do Sul é comparada aos países do Primeiro Mundo.

INSTALAÇÕES DE ÁGUA E ESGOTO

O município de São Caetano possui 100% das residências com abastecimento de água encanada através da rede geral da cidade.

Dados mais recentes apontam que o município de São Caetano do Sul possui hoje 100% do seu esgoto tratado , sendo o primeiro país a atingir o índice máximo. O município também possui 100% de lixo produzido na cidade coletada. Com isso, o município obtém ou é o primeiro lugar na classificação geral por fotografias realizadas. Não coincidentemente, o município que possui maior IDH do país, sintetizando como possíveis relações entre saneamento, expectativa de vida e crescimento, escolaridade e renda.

Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas, dos 50 municípios com maiores índices de acesso ao tratamento tratado, 44 ​​pertencentes ao Estado de São Paulo.

SAÚDE

A cidade de São Caetano do Sul contém um total de 9 unidades básicas de saúde e outros 3 centros de especialidades que também prestam serviços de atenção básica.

Acordo com dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), município de São Caetano do Sul, em julho de 2009, com um total de 487 usuários de saúde disponíveis na população. No total, 451 pertencentes à rede privada e 36 à rede pública. O resultado apresentado em meados de 2009 mantém uma trajetória de incremento no número de unidades de saúde, principalmente no segmento privado de atendimento.

Segundo dados disponibilizados pelo departamento de finanças da SESAUDE, em 2008, uma área de saúde em São Caetano do Sul recebeu um montante aproximado de R $ 128,92 milhões, sendo esse total, mais de R $ 106,5 milhões foram usados do tesouro municipal – o que representa cerca de 20,41% do orçamento municipal do ano.

MORTALIDADE INFANTIL

O índice de mortalidade infantil no município é um dos mais baixos do País, de modo que apresenta resultados bem inferiores ao Estado. De acordo com a Fundação Seade, em 2009, para cada mil nascidos vivos, apenas 7,33 não sobrevivem, enquanto que nenhum Estado foi taxado 12,48.

SEGURANÇA PÚBLICA

O município de São Caetano do Sul é considerado bastante seguro para viver e trabalhar.

Os investimentos nessa área são constantes. Somente em 2009, foi destinada uma quantia estimada em R $ 10,5 milhões para a segurança pública em São Caetano do Sul, sendo que a Secretaria de Segurança Pública do município tem medidas importantes reduzidas a índices de criminalidade.

Dentre as principais ações promovidas este ano podemos citar a criação da polícia comunitária a pé, em que o morador pode conhecer os guardas municipais que atuam em seu bairro, e vice-versa, e a criação da ronda de patrulhamento com guardas ciclistas, chamado Pelotão Bike, que agiliza o atendimento em diversas ocorrências. Com os guardas cada vez mais presentes no cotidiano da população, o índice de roubos e furtos de carros e crimes em geral caem consideravelmente.

Outra novidade será a implantação de mais três bases fixas da Guarda Civil Municipal na cidade, que se somarão às cinco já existentes. Para o próximo ano, a Secretaria de Segurança Publica de São Caetano do Sul deverá intensificar os investimentos em tecnologia de monitoramento IP para segurança pública do município, com a instalação de 60 novas câmeras nos principais pontos da cidade, principalmente em praças públicas, que estarão ligadas a uma central de monitoramento administrada pela guarda municipal. Com os investimentos realizados nessa tecnologia, a região central da cidade, os bairros e os principais acessos e saídas de São Caetano do Sul, estarão na área de cobertura das câmeras. O contingente da guarda municipal também deverá crescer de maneira gradativa nos próximos anos. A previsão é de que até 2012, o número de guardas chegue a 700, considerando uma média de 50 contratações por ano; com isso, a cidade alcançará a marca de um guarda para cada 217 habitantes.

Localização Privilegiada

O município de São Caetano do Sul tem como cidades limítrofes: ao norte, São Paulo; ao sul, Santo André e São Bernardo do Campo; a leste, Santo André e a oeste, São Paulo e São Bernardo do Campo. Essas cidades vizinhas possuem elevado desenvolvimento sócio-econômico e são dotadas de toda a infra-estrutura nas áreas de saúde, educação, saneamento, energia elétrica, segurança, lazer e transporte.

Localização São Caetano

PRINCIPAIS DISTÂNCIAS

A infra-estrutura logística de São Caetano do Sul é altamente favorecida por muitos aspectos. Por estar próximo ao porto de Santos, o maior da América do Sul, ao aeroporto de Guarulhos, o maior da região metropolitana; ao aeroporto de Congonhas e a diversas rodovias e ferrovias. Evidenciando o privilégio das empresas instaladas na região, bem como de sua população (sendo também um município próximo às praias do litoral sul do país e a outras atrações turísticas como o Museu do Ipiranga (SP), por exemplo.

 

▬ Até a cidade de São Paulo: 12 km;

▬ Porto de Santos: 77 km;

▬ Aeroporto de Congonhas: 9 km;

▬ Aeroporto Internacional de Cumbica – Guarulhos: 23 km;

▬ Aeroporto de Viracopos – Campinas: 100 km.

 

Os dados acima comprovam a localização estratégica do município de São Caetano do Sul, facilitando o escoamento da produção local e a entrada de insumos, equipamentos e produtos, provenientes de várias partes do país e do mundo.

ACESSIBILIDADE

O principal meio de acesso à cidade de São Caetano do Sul é o rodoviário. Além desse meio, o município também é servido pelos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

 

As principais distâncias entre as vias de acesso que se acercam ou que cortam a cidade ligando à capital paulista ou a outros estados seguem abaixo (as distâncias foram calculadas tendo como ponto de partida o Centro da cidade de São Caetano do Sul):

▬ Anchieta (SP-150): 6,82 km

▬ Imigrantes (SP-160): 14,35 km

▬ Anhanguera (SP-330): 38,27 km

▬ Ayrton Senna – Carvalho Pinto (SP-070): 34,36 km

▬ Bandeirantes (SP-348): 26,84 km

▬ Castello Branco (SP-280): 17 km

▬ Fernão Dias (BR-381): 52,1 km

▬ Presidente Dutra (BR-116): 17,54 km

▬ Raposo Tavares (SP-270): 22,75 km

▬ Régis Bittencourt (BR-116): 28,14 km

▬ Rodoanel (São Bernardo do Campo): 13 km

 

REGIÃO DO GRANDE ABC

O município de São Caetano do Sul faz parte do conjunto de cidades que formam o Grande ABC, que é de imenso destaque no país devido ao seu desenvolvimento industrial, marcado principalmente por ser o primeiro centro da indústria automobilística brasileira com montadoras como Mercades-Benz, Ford, Volkswagen e General Motors.

 

Fazem parte do Grande ABC os municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, Diadema, São Caetano do Sul, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra. Algumas dessas cidades apresentam importantes sub-distritos, como são os casos de Santo André (Utinga e Paranapiacaba), São Bernardo do Campo (Riacho Grande e Rudge Ramos), Diadema (Piraporinha) e Ribeirão Pires (Ouro Fino Paulista e Santa Luzia). Toda essa extensão soma 842 km².

região Grande ABC

 

 

A região do ABC tem localização privilegiada, pela proximidade com o município de São Paulo, o Aeroporto Internacional de Guarulhos e o Porto de Santos, acompanhando ferrovias e rodovias. Nessa região encontram-se grandes aglomerações industriais, como o Pólo Petroquímico de Capuava localizado entre Santo André e Mauá e o Pólo Industrial do Sertãozinho em Mauá. Em sua indústria, destacam-se as produções automobilística e autopeças, máquinas/equipamentos, produtos de borracha e plástico, produtos de metal e metalurgia básica, produtos químicos e petroquímicos, de embalagens, de edição, impressão e reprodução de gravações, produtos da indústria extrativa de pedras, areia, cal/caulim, confecções de artigos de vestuário e acessórios, calçados, artigos de mobiliário, , papel/papelão liso, cartolina e cartão, itens de perfumaria, cosméticos, higiene e limpeza, porcelana e eletrônicos que formam um importante arranjo produtivo local. A indústria regional engloba ainda a produção de refratários, tratores, vidro, cristais e farmacêuticos.

 

Os municípios que compõem o ABC paulista são economicamente dinâmicos e de grande porte. A estrutura da indústria da região do ABC tem expressiva presença do setor de bens de capital.

 

Todos os municípios da sub-região surgiram como subúrbios industriais que se fixaram acompanhando as ferrovias e, mais tarde, as rodovias, ambas marcando fortemente a dinâmica urbana regional e a construção de infra-estrutura viária, fundamental para a articulação econômica com as demais regiões de São Paulo, o país e o exterior. A região será ainda fortemente impactada, do ponto de vista da integração regional, com as construções do Rodoanel e do tramo-sul do Ferroanel.

 

A atividade comercial regional supre, em grande parte, as necessidades de consumo da região e, graças à elevação do padrão de renda da população, tornou-se forte, nos últimos anos, a presença de hipermercados e shopping centers. O setor de serviços é bastante variado, incluindo instituições financeiras, escolas e faculdades, centros de aperfeiçoamento, hospitais e clínicas, empresas de transporte, de construção civil e imobiliárias, centros de estética, clubes, assessorias empresariais, consultorias, empresas de segurança, planos de saúde, além de todos os serviços de apoio às indústrias, com alta especialização de recursos humanos nas áreas técnicas e tecnológicas.

ESTADO DE SÃO PAULO

Maior e mais diversificado parque industrial do país, com participação superior a 40% na receita nacional dos setores de serviços e comércio, São Paulo respondia, em 2007, por cerca de 34% do PIB nacional (US$ 467 bilhões). O Estado é também o maior mercado consumidor brasileiro, contando com 22% da população do país, aproximadamente 41 milhões de pessoas.

Graças ao seu vigor econômico, o Estado de São Paulo exerce influência sobre um vasto território com alto nível de desenvolvimento econômico, especialmente os Estados limítrofes. Um de seus diferenciais significativos é a excelência de sua infra-estrutura de logística e transporte, que abriga as mais modernas rodovias brasileiras, os principais aeroportos internacionais do país, além do maior terminal de contêineres da América Latina, responsável por 25% da corrente de comércio brasileira. Essa rede de transportes é complementada por uma hidrovia, ferrovias e malha de dutos.

 

Na área de serviços financeiros, a cidade de São Paulo, além de abrigar a sede dos maiores bancos do Brasil e do mundo, conta com a BM&FBOVESPA; S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, uma das cinco maiores bolsas do mundo em valor de mercado, a segunda das Américas e líder no continente latino-americano.

É relevante também a qualificação do mercado de trabalho paulista: cerca de 54% da população ocupada possuía, em 2008, no mínimo 11 anos de estudo (ensino médio completo), em contraponto aos 41% da média nacional. O Estado abriga importantes instituições de educação profissional, com destaque para o Centro Paula Souza, além de concentrar cerca de 24% do total de instituições de educação superior do Brasil, muitas das quais figuram entre as melhores do país, inclusive com reconhecimento internacional.

 

O sistema de ciência, tecnologia e inovação paulista também tem posição de destaque nos cenários nacional e internacional. O Estado possui estrutura diversificada, composta por uma rede de instituições de pesquisa públicas e privadas com expressiva produção de conhecimento, um programa de implantação de parques tecnológicos como instrumento de atração e apoio a empresas inovadoras, além de uma das principais agências de fomento à pesquisa científica e tecnológica do país, a Fapesp, com desembolsos de US$ 284,7 milhões em 2007. No âmbito privado, os gastos em inovação realizados no Estado atingiram US$ 7,84 bilhões, cerca de 56% do total investido pelo setor no Brasil. Em 2007, São Paulo foi responsável por 45% do total nacional de pedidos de patentes depositadas no país.

ECONOMIA REGIONAL FORTE

A competitividade de um município deve estar alinhada à competitividade do Estado ao qual pertence, e isso de fato acontece entre São Caetano do Sul e o Estado de São Paulo. O Estado de São Paulo possui o maior mercado consumidor do país (sua população é de quase 44,04 milhões de habitantes), dispõe de excelente infra-estrutura e de mão-de-obra altamente qualificada.

São Paulo concentra ainda 43% da produção industrial brasileira, 12,8% da renda agrícola do país, ocupando o segundo lugar no ranking nacional, e 42% das receitas geradas no setor de serviços no Brasil, sobressaindo-se como o grande pólo nacional de serviços. A indústria paulista é a mais diversificada do país e apóia-se em uma robusta base tecnológica, gerando produtos com alto valor agregado, com destaque para os setores aeroespacial, automotivo, equipamentos médico-hospitalares, bens de capital, farmacêutico, entre outros.

Na área de serviços financeiros, a capital, terceira maior metrópole do mundo, abriga as sedes dos maiores bancos do Brasil e do mundo, e conta com a Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (BM&FBOVESPA;), uma das cinco maiores do mundo em valor de mercado, onde, diariamente, são movimentados 80% do volume financeiro negociado na América Latina.

O sistema de ciência, tecnologia e inovação paulista também tem posição de destaque nos cenários nacional e internacional. O Estado conta com uma estrutura diversificada, composta por uma rede de instituições de pesquisas públicas e privadas com expressiva produção de conhecimento, um programa de implantação de parques tecnológicos como instrumento de atração e apoio a empresas inovadoras, e também com uma das principais agências de fomento à pesquisa científica e tecnológica do país, a FAPESP, com desembolsos anuais de cerca de US$ 284 milhões.

PERFIL ECONÔMICO

De acordo com o IBGE a cidade de São Caetano está inserida no grupo de Industriais Complexos, ou seja, é classificada como um município industrial cuja dinâmica econômica está associada à presença dos serviços voltados à produção, e que por esse motivo possuem relevância relativa na indústria e nos serviços do Estado de São Paulo.

Dentre os 645 municípios de São Paulo que fizeram parte da análise elaborada pelo IBGE, São Caetano ocupou a 13ª colocação em valor apurado do PIB.

No tocante ao PIB per capita, o valor apresentado por São Caetano foi de R$ 78.697,41 em 2011.

BALANÇA COMERCIAL

Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o município de São Caetano do Sul apresentou no ano de 2018 um superávit comercial de R$44,3 milhões

O município de São Caetano do Sul tem como característica também o fato de ser mais exportador que importador.

Veja: 50 Maiores Empresas de São Caetano do sul

PRINCIPAIS ATIVIDADES INDUSTRIAIS E DE SERVIÇOS

No que tange o perfil das empresas instaladas no município de São Caetano do Sul, vale destacar que sua economia é bastante diversificada. São muitos os segmentos empresariais presentes na cidade e também na vizinhança.

O município tem como principal fonte de receitas as atividades ligadas à indústria automotiva, tendo em vista a presença de uma importante montadora na cidade. Desta forma, de acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), além da fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias, podemos destacar dentre as atividades industriais mais desenvolvidas no município de São Caetano do Sul: a fabricação de produtos de borracha e de material plástico, fabricação de produtos alimentícios, fabricação de móveis, fabricação de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos.

Na região como um todo, existem pólos industriais de peso para a economia do país, dos quais podemos destacar: Químico e Petroquímico (Santo André e Mauá), Perfumaria e Cosméticos (Diadema), Metalúrgico (Santo André, São Caetano do Sul e São Bernardo do Campo), Moveleiro (São Bernardo do Campo), além de empresas correlatas, que fazem parte de suas respectivas cadeias e localizam-se na região como ação estratégica de negócios.

O município de São Caetano do Sul também é muito bem servido no setor de serviços, com as mais variadas ramificações de negócios: Consultoria e assessoria, imobiliária, comércio (varejo e atacado), comunicação, impressão e gráfica, treinamento; empresa de Recursos Humanos e recolocação, publicidade e propaganda, transporte, centros de diagnósticos, laboratórios de análises clínicas, hospitais, serviços de limpeza, serviços de segurança, profissionais liberais, educação, centros de beleza, buffets, hotel, agências de turismo, espaços para eventos, entre outros, que constituem juntos, uma importante infra- estrutura para a população e empresas da região.

Toda essa infra-estrutura é atrativa para qualquer empresa que venha se instalar no município. Os simples fatos de poder contar com essa gama de serviços, de ter um mercado consumidor latente com ótimos níveis de renda e emprego e de contar com empresas que corroborem para o desenvolvimento da região, já é o primeiro passo para estruturar uma empresa na cidade de São Caetano do Sul.

Além disso, a região do Grande ABC promove parcerias e oferece arranjos produtivos locais (APLs) que auxiliam de forma relevante no desenvolvimento das empresas locais. Na Região do ABC, os principais APLs são coordenados pela Agência do Desenvolvimento Econômico do Grande ABC. Dentre os projetos em andamento, podemos destacar os dos setores:

  • Metalmecânico;
  • Plásticos;
  • TI de São Caetano;
  • Auto Peças
  • Defesa
  • Ferramentaria
  • Gráficos
  • Hotel e Bares
  • Movelaria
  • Panificação
  • Químicos

A criação de um Pólo Tecnológico na região vem sendo muito discutida e já possui projetos bastante avançados. Todas as cidades da região estão dispostas a prosseguir no processo de construção do Pólo Tecnológico, de maneira sinérgica. Caso venha a ser implementado, muitas benfeitorias poderão ser notadas, como a aceleração no processo de produção do conhecimento na região e a realização de investimentos em inovação, principalmente por parte das micro e pequenas empresas. Com isso, a região ganhará competitividade e reconhecimento.

CENTROS COMERCIAIS E EMPRESARIAIS

São Caetano do Sul abriga além de salas comerciais espalhadas pelo município (com concentração no centro), prédios comerciais e empresariais muito bem localizados e de fácil acesso para quem vem de São Paulo, de outras cidades do Grande ABC e também da Baixada Santista.

Os prédios possuem excelente infra-estrutura, sendo que alguns oferecem até heliporto. Nesses prédios existe uma concentração de empresas de segmentos diversos, porém pertencentes ao setor de serviços. Outros centros comerciais vêm sendo construídos no município com as mesmas características da boa localização, infra-estrutura, segurança e com alguns diferenciais resultantes de avanços tecnológicos. The Office, Monumental Business, Amazonas Center, são alguns desses edifícios.

APOIO DA PREFEITURA AOS EMPREENDEDORES

O município de São Caetano do Sul conta com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Relações do Trabalho (SEDERT) que vem investindo de forma relevante em ações para o seu crescimento econômico. O principal intuito é acelerar o crescimento das empresas, gerar empregos e atrair divisas para o município.

A busca por um crescimento sustentável tem permitido à SEDERT criar bases sólidas, fornecendo estímulos aos pequenos empresários e micro-empreendedores, através de palestras, liberação de micro-crédito, dentre outras ações.

Pode-se destacar ainda a implantação do MEI – lançamento da figura jurídica para o micro-empreendedor – no município. Com a iniciativa, os micro-empreendedores que exerciam suas funções informalmente, serão legalizados, podendo emitir nota fiscal, participar de concorrência pública, entre outros benefícios.

A SEDERT move ações que beneficiam empresas de maiores portes e também realiza rodadas de negócios entre empresas do município inseridas nos setores industriais e de serviços, buscando estreitar relacionamentos e estimular negócios entre as mesmas. As ações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Relação de Trabalho não param por ai. O município de São Caetano do Sul foi uma das cinco cidades do Estado e a única selecionada no Grande ABC para ser piloto no Plano de Desburocratização do Estado de São Paulo. Este visa tornar mais ágeis os trâmites para a abertura de empresas e diminuir os custos dos serviços públicos.

Dentre os projetos da SEDERT, que ainda visam empresas em execução no município, destacam-se programas de capacitação de mão-de-obra, uma busca por inovação tecnológica através de APLs e criação de pólo tecnológico, uma modernização da infra-estrutura investimentos em áreas para expansão e zoneamento, e campanhas de responsabilidade social, nas quais encontra-se bastante engajada.

O portal Investe São Caetano é mais um exemplo de projeto bem-sucedido desenvolvido pela SEDERT.

 

Lista de Empresas São Caetano do Sul

Desentupidoras

Montadora de Veículos

Casas Bahia

Hipermercado

Loja de Departamento

Caça Vazamentos